Prova de redação FCC: como se preparar?

A Fundação Carlos Chagas (FCC) é uma empresa sem fins lucrativos e que, há anos, é responsável por aplicar concursos públicos em todo o país. A prova de redação FCC tem suas próprias características, sendo necessária uma preparação bem-feita e muito focada por quem busca um desempenho satisfatório.

A banca avaliadora cobra detalhes mais específicos na realização dessa prova, desde o estilo de escrita até a maneira como o candidato aborda o que foi proposto no texto-base (uma espécie de introdução ao assunto, que funciona como enunciado).

Desse modo, é importante estar bem preparado para não passar sufoco, ou conduzir a redação de maneira inadequada. O post a seguir trará dicas fundamentais para que você saiba como formular suas ideias adequadamente e mandar bem na redação FCC. Confira!

Mantenha uma escrita altamente legível

Esse ponto pode parecer um tanto quanto óbvio, mas é muito importante reforçar a ideia de que a FCC preza muito pela alta legibilidade da letra de seus candidatos. Independentemente do estilo utilizado, é ideal que a banca consiga ler sem maiores problemas. Essa é uma questão de logística: imagine como seria corrigir milhares de redações e perder bastante tempo em cada uma, tentando entender o que está escrito?

A melhor maneira de chegar a um resultado satisfatório é praticando. Toda vez que for escrever redações durante os estudos, preze por manter a legibilidade do conteúdo. Isso será positivo para o dia do concurso. Uma boa dica é que você dispense o computador e coloque a mão na massa!

Escreva respeitando a estrutura natural de um texto

Todo texto precisa ter uma estrutura bem definida, de modo que as ideias sejam organizadas, para que quem entre em contato com o conteúdo saiba exatamente em qual estágio de leitura ele está. Isso deve ser exercitado durante o período de estudos, mais ou menos como se o candidato desenvolvesse sua redação dentro de um molde, organizando as informações da maneira correta.

Há, basicamente, dois tipos de textos cobrados em concursos da FCC: dissertativo-argumentativo e expositivo.

Texto dissertativo-argumentativo

Este texto segue um formato bem claro e cobra que o candidato desenvolva a redação dentro do padrão que o conduz por meio da introdução, argumentação e conclusão. Como base para o conteúdo, é oferecido um conteúdo de leitura, que trará a ideia central do tema.

Na introdução, o candidato precisa mostrar o que ele pensa acerca do assunto proposto, deixando claro quais argumentos ele tem para defender isso. Na argumentação — ou desenvolvimento — ele deve defender essas ideias, oferecendo dados e justificando, de forma plausível, o que é defendido na introdução. É importante usar sempre exemplos e comparativos. Ao concluir o texto, deve ser feito um balanço geral dos argumentos da redação, reforçando tudo o que foi falado.

Texto expositivo

O texto expositivo é um pouco diferente, já que, nele, o candidato precisa ter uma abordagem um pouco mais técnica, mostrando seus conhecimentos acerca do que é pedido, dentro de sua área de atuação.

Nesses casos, deve ser seguida a seguinte ordem de pensamento: introdução do assunto; falar sobre ele no desenvolvimento geral do texto, mostrando dados, fatos, estatísticas e os demais conhecimentos técnicos relevantes e, por fim, concluir o conteúdo de maneira geral, reforçando o que foi dito anteriormente.

Compreenda o enunciado de forma profunda

Uma das características principais da prova de redação FCC é o seu enunciado extenso, que funciona como um texto-base, introdutório e que traz exatamente a ideia que deve ser desenvolvida. É importante que o candidato faça uma leitura atenciosa e profunda, compreendendo o que é defendido pela banca acerca da questão presente nesse conteúdo.

Entender isso é parte crucial para desenvolver uma redação que atenda perfeitamente ao que é cobrado, sem que haja diferença de ideias. O candidato deve se ater às principais informações contidas nesse texto enunciado, realizando anotações sobre as ideias centrais, pois elas serão importantes no desenvolvimento do seu conteúdo.

Uma forma de manter sua ligação constante com o que é pedido é captar palavras-chaves. Elas são fortes e conseguem fazer uma boa ligação, mostrando à banca que você está falando sobre o que eles pediram. Utilize isso ainda na introdução, mostrando que você fez a interpretação correta da questão proposta.

Fundamente todos os seus argumentos

Você precisa mostrar que tem base de conhecimento em todas as ideias que for defender em sua redação, pois isso mostrará que você domina o assunto. Seus pensamentos precisam seguir uma fundamentação plausível, sem ser neutro, mas também respeitando conceitos que difundem o respeito, a igualdade e o bem-estar da sociedade. Lembre-se de que alguns valores são fundamentais, independentemente do que você acredita.

Com base nisso, mostre o porquê de seus argumentos serem realmente relevantes para o tema que está sendo proposto na questão, de modo que a banca da FCC consiga identificar ali uma linha de pensamento coerente e coesa. Mostrar o domínio do assunto só é possível com uma boa fundamentação das suas ideias.

Atente-se para o uso do português adequado

O uso da norma culta da língua portuguesa é um dos pontos mais importantes quando tratamos da redação FCC. A primeira coisa que o candidato precisa ter em mente é que ele está redigindo uma redação para um momento decisivo em sua vida, que poderá garantir uma boa posição em uma instituição de respeito. Essa situação exige uma formalidade na maneira como as ideias são expostas.

Não há nenhum tipo de familiaridade entre banca e candidato, do mesmo modo que o assunto abordado é sério e relevante, por isso, preze sempre pela abordagem formal e pela norma culta, ou seja, a aplicação correta da língua portuguesa. Além disso, é fundamental mostrar riqueza de vocabulários, de forma que a redação seja compreendida graças ao uso de termos adequados.

Prepare-se para os temas que serão cobrados

A FCC cobra de seus candidatos que eles estejam bem informados acerca de temas atuais, que são de interesse da sociedade como um todo. Desse modo, além de estar atento a isso, é importante ter uma opinião formada a respeito — especialmente para as redações dissertativo-argumentativas, que demandam um posicionamento aprofundado sobre os assuntos.

É comum que sejam cobrados assuntos polêmicos e que gerem bastante debate na sociedade. Por isso, ao se deparar com eles, evite ter um posicionamento mais neutro. A banca espera que você tenha bons argumentos e os defenda de maneira clara e objetiva. Aprofunde-se em suas ideias — desde que você tenha argumentos plausíveis para elas — e estará bem-visto, de acordo com os conceitos da FCC.

Uma preparação baseada nos pontos propostos acima é fundamental para o candidato que em breve vai se deparar com uma prova de redação FCC. Mesmo com a alta cobrança, é possível ter um desempenho de destaque. Basta praticar!

Gostou de saber mais sobre o assunto? Aproveite e veja como é o estilo da banca avaliadora da Fundação Getúlio Vargas! Bons estudos e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.