FCC: conheça o estilo da banca e domine a prova!

Conhecer o estilo da organizadora é essencial para a sua aprovação. A Fundação Carlos Chagas (FCC) é uma das bancas mais conhecidas e temidas pelos concurseiros. Foi criada em 1964, como uma Fundação de Direito Privado, sem fins lucrativos e também é reconhecida como utilidade pública nos âmbitos municipal, estadual e federal. É uma das principais organizadoras de concurso público da área de tribunal.  Você fará algum concurso da FCC? Então, não pode perder este texto!

Concurso da FCC: estilo de prova!

O nível de dificuldade do concurso da FCC varia de acordo com o nível de escolaridade do cargo. Por exemplo, a prova costuma ser muito densa em certames da área fiscal ou de nível superior de tribunal, e mais “fácil” em nível médio. Porém, o estilo da organizadora tem mudado nas últimas provas de concurso público.

As provas do concurso da FCC são de múltipla escolha e de cinco alternativas, em que o candidato deve procurar a resposta certa ou errada de acordo com o comando da questão. Nas provas, o conteúdo costuma estar bem diluído e de acordo com o edital programático do concurso.

Concurso da FCC: formas de estudo!

A banca Fundação Carlos Chagas é uma das principais em concursos de TRTs. Uma das melhores formas de estudo para o concurso da FCC é a resolução de exercício da organizadora e o estudo contínuo, para você aprender os tipos de questões cobradas, as recorrentes e os assuntos mais trabalhados.

Em Português, por exemplo, é fundamental dominar verbo, para garantir um bom desempenho na prova. Além disso, questões envolvendo regências verbais, complemento, tempos e modos, uso do “que” e do “se” também costumam ser muito cobrados. Por exemplo, a FCC vai organizar o concurso do TST e cobrou os seguintes conteúdos de língua portuguesa:

Língua Portuguesa: Interpretação de texto. Argumentação. Pressupostos e subentendidos. Níveis de linguagem. Articulação do texto: coesão e coerência. Termos da oração. Processos de coordenação e subordinação. Discurso direto e indireto. Tempos, modos e vozes verbais. Classes de palavras. Flexão nominal e verbal. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Ocorrência da Crase. Ortografia e acentuação. Pontuação. Equivalência e transformação de estruturas. Redação.

O nível de cobrança de português na prova do concurso da FCC é alto. As questões de interpretação de texto tendem a gerar dúvidas, por isso, o candidato deve ler as alternativas com muita cautela.

Uma das principais estratégias de estudo do concurso da FCC é resolver questões por assunto. Desta forma, após estudar crase, por exemplo, resolva 50 questões da banca e só passe adiante quando estiver com um bom percentual (%) de acerto.

Em disciplinas de direito, a FCC tende a ser literal, ou seja, cobrar a letra da lei. Todavia, como o perfil da banca está mudando, ela pode cobrar algum conhecimento de doutrina ou jurisprudência dependendo do cargo.

Por exemplo, para o TST a organizadora cobrou os seguintes conteúdos para direito constitucional e administrativo – cargo de técnico – nível médio:

Noções de Direito Constitucional: Constituição: dos princípios fundamentais. Dos direitos e garantias fundamentais: dos direitos e deveres individuais e coletivos; dos direitos sociais; da nacionalidade; dos direitos políticos; dos partidos políticos. Da organização político-administrativa: das competências da União, Estados e Municípios. Da Administração Pública: disposições gerais; dos servidores públicos. Do Poder Executivo: das atribuições e responsabilidades do presidente da república. Do Poder Legislativo: da fiscalização contábil, financeira e orçamentária. Do Poder Judiciário: disposições gerais; do Supremo Tribunal Federal; do Conselho Nacional de Justiça: Organização e Competência; do Superior Tribunal de Justiça; dos Tribunais Regionais Federais e dos Juízes Federais; do Conselho Superior da Justiça do Trabalho: Organização e Competência; Do Tribunal Superior do Trabalho, Dos Tribunais Regionais do Trabalho e dos Juízes do Trabalho. Das funções essenciais à Justiça: do Ministério Público; da Advocacia Pública; da Advocacia e da Defensoria Pública.

Noções de Direito Administrativo: Princípios básicos da Administração Pública. Administração direta e indireta. Órgãos públicos. Agentes Públicos. Ato administrativo: requisitos, atributos, classificação, espécies, revogação, invalidação e convalidação do ato administrativo. Poderes e deveres dos administradores públicos: uso e abuso do poder, poderes vinculado, discricionário, hierárquico, disciplinar e regulamentar, poder de polícia, deveres dos administradores públicos. Regime Jurídico dos Servidores Públicos Federais: Lei nº 8.112/90 com alterações posteriores. Provimento. Vacância. Direitos e Vantagens. Dos deveres. Das proibições. Da acumulação. Das responsabilidades. Das penalidades. Do processo administrativo disciplinar e sua revisão. Licitação e contratos administrativos: Lei nº 8.666/93 com alterações posteriores: Dos princípios. Das modalidades. Dos contratos. Da execução. Da inexecução e da rescisão. Das sanções. Lei nº 10.520/02: Do pregão. Do processo administrativo (Lei n° 9.784/99). Improbidade Administrativa (Lei nº 8.429/92).

Para dominar a banca e ampliar as suas chances de aprovação no concurso da FCC, é fundamental fazer exercícios de forma exaustiva e treinar redação. Quanto mais questão, melhor para o seu conhecimento e sucesso na prova!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.