Os maiores vilões de quem estuda para concurso!

Estudar para concursos

Não ler o edital

Você conhece o edital? Tem o hábito de ler o documento com atenção? Ele contempla todas as informações que você precisa saber sobre o concurso como, por exemplo, o período de inscrição, o dia da prova e o conteúdo programático. Entretanto, muitos estudantes não leem o edital e, simplesmente, vão fazer a prova. Desta forma, é essencial uma leitura atenta, a fim de verificar os pontos importantes.

Falta de planejamento médio/longo prazo

Você só estuda quando o edital é publicado? Este pode ser um dos maiores vilões do seu sucesso. Passar em um concurso público, é um projeto de médio/longo prazo, ou seja, é necessário começar os estudos antes de o edital ser publicado.

Desta forma, elabore um planejamento com base em editais anteriores, a fim de programar a sua rotina. Assim, quando o documento for divulgado, você deverá focar apenas nas revisões e nos ajustes.

Ter medo de fazer exercício

Muitos estudantes não treinam as questões e direcionam apenas para a teoria. É necessário aliar as duas partes, a fim de construir o conhecimento. Os exercícios são essenciais para memorizar, descobrir os pontos mais cobrados e também para mostrar a evolução do seu aprendizado.

Fazer concurso de áreas distintas.

Você começou a estudar para área bancária, depois foi para a de tribunal. Para conseguir a classificação, é fundamental ter foco e fazer provas que tenham disciplinas semelhantes. Portanto, cuidado para não perder tempo.

Estabelecer metas incompatíveis

Existem concurseiros que não são realistas, ou seja, estipulam metas irreais de horas de estudo por dia. O seu planejamento deve ser compatível com o seu cotidiano. Desta forma, avalie quantas horas por dia consegue estudar de forma concentrada e eficaz, a fim de ganhar tempo. Lembre-se de usar estratégias para fazer o seu estudo render no dia a dia!

Não ter rotina!

A rotina é imprescindível para quem quer alcançar a classificação! É necessário ter horário para começar e terminar de estudar, a fim de criar e estabelecer o hábito. Assim, é fundamental manter um padrão na rotina.

Focar só nas disciplinas que gosta!

Você ama direito constitucional, mas larga a matemática de lado? O planejamento deve incluir todas as disciplinas, inclusive as que você não gosta. Uma boa dica é estudar um conteúdo que não gosta primeiro, e depois o que gosta. Que tal experimentar? Lembre-se de que é preciso conhecer bem cada conteúdo para passar!

Ter (muito) pensamento negativo

 Você acha que não vai conseguir passar? Só de pensar na prova já fica ansioso, nervoso e muito preocupado? Que tal manter na sua mente apenas pensamentos positivos? Não é fácil, mas é fundamental, para a sua classificação. Ou seja, tente substituir estes “Padrões de pensamento”. Como assim? Simples: apareceu um pensamento de medo? Substitua-o por um de coragem. O cérebro funciona como um computador, por isso, armazene somente as coisas boas.

Estudar por qualquer material

No mercado existem muitos materiais desatualizados e que não são específicos de concursos. Por isso, não tenha medo de investir em bons conteúdos para a sua aprovação. Isso faz a diferença para os seus estudos, e, principalmente, para a sua classificação.

Depois destas dicas, é só tentar eliminar da sua rotina de estudo todos os fatores que te atrapalham, para estudar com efetividade. Boa sorte e muito sucesso! 

Equipe Flávia Rita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.