Erros em redação de concurso: aprenda de uma vez a evitá-los!

Os erros em redação de concurso público podem colocar em risco a sua aprovação. Como essa parte da prova tem um peso grande, sua nota final pode ficar prejudicada por conta de de equívocos variados, mas fáceis de evitar.

Esses erros acontecem tanto no âmbito do planejamento quanto na execução da redação em si, com falhas que podem ser corrigidas no dia a dia da prática e dos estudos para o concurso.

Neste post você vai ver o que pode colocar seu desempenho em risco, e como esses erros podem ser facilmente evitados. Confira!

Planejar a redação de forma errada

O planejamento da redação é parte fundamental durante uma prova de concurso. Antes mesmo de iniciar, o candidato precisa saber exatamente o que vai fazer e definir o tempo que vai dedicar a cada uma das etapas.

O ideal é fazer a redação antes da parte objetiva da prova. Por ser uma etapa que consome tempo e esforço, escrever já cansado é uma opção ruim, podendo prejudicar a criatividade necessária para desenvolver o texto.

Ainda que essa não seja sua opção preferida, pelo menos leia o enunciado da redação e planeje a estrutura do seu texto. Defina o que será dito na abordagem, as ideias que vai defender na resolução e como o texto será concluído.

Escrever com letra ilegível

Somos estimulados a escrever adequadamente desde a escola. O caderno de caligrafia e as cobranças dos professores por letras legíveis fazem sentido. Em um concurso público, isso é fundamental para o bom desempenho da sua redação. De nada vai adiantar um conteúdo brilhante, mas que mal pode ser compreendido pela banca.

Dependendo do ponto de vista, isso pode parecer apenas um detalhe, mas deve ser encarado como uma etapa fundamental no bom desempenho no concurso.

Ao se preparar para um concurso, na maioria das vezes a prática de redação deve ser feita à mão — a não ser que você esteja muito seguro de sua letra. Entretanto, vale a pena considerar questões como a pressa e o nervosismo, que podem piorar a qualidade.

Cometer erros ortográficos

Os equívocos ortográficos ainda são um dos principais erros em redação de concurso. Entretanto, por mais que a língua portuguesa seja muito complicada e com uma série de variações, cabe ao aluno estar bem preparado e ciente das principais dificuldades.

Há, basicamente, três maneiras de se afastar desse tipo de erro: a prática de redações, a leitura de conteúdos gerais e o foco específico em aulas que tratem do tema.

Os cursos preparatórios dão grande atenção a essa etapa, tendo em vista a sua importância. Cometer esse tipo de erro pode prejudicar muito a sua nota, já que a exigência com a norma culta é alta e rigorosa por parte das bancas. Preze por minimizar ao máximo ou extinguir suas dúvidas quanto à ortografia das palavras!

Fugir do tema central do texto

Um problema muito comum é o tangenciamento do tema, ou seja, acabar fugindo do assunto central proposto na sua redação. Esse é um hábito comum e que muitas vezes tem origem em fatores como o cansaço, a falta de criatividade ou até mesmo o desconhecimento profundo do tema.

Como recurso, algumas pessoas acabam falando de assuntos paralelos, tentando conexões que não vão funcionar bem apenas para dar volume ao texto até a passagem a outro tópico. Esse é um dos principais erros em redação de concurso que os candidatos cometem na tentativa de melhorar seu conteúdo.

Além de tornar o texto cansativo e pouco interessante, esse recurso também vai demonstrar falta de autoridade no assunto, o que certamente vai custar pontos.

Essa perspectiva pode ser facilmente afastada quando o candidato se mantém atualizado sobre assuntos que podem cair na prova. Além disso, concentrar-se e planejar bem a produção da redação ajudam a não fugir do tema.

Usar clichês e jargões

Um dos principais fatores observados pela banca em uma redação é a credibilidade e originalidade do conteúdo produzido. Referências e fontes são fundamentais, mas não podem ser confundidas com termos e frases clichês, já marcados como jargões populares ou jornalísticos.

Alguns candidatos acreditam que esse tipo de recurso vai agregar valor ao texto, quando na verdade vão deixá-lo longe do que é esperado. Preze por uma linguagem formal, respeitando a norma culta e, principalmente, objetiva, que exponha claramente as ideias.

Ao buscar referências, use citações de estudiosos relevantes e que tenham relação com o tema, ou dados concretos, de fontes confiáveis e que poderão ser facilmente apurados pela banca.

Travar a progressão do texto

Toda vez que um texto é consumido, o leitor espera que aquele conteúdo progrida naturalmente, seja em uma história, uma notícia ou um artigo. Sua redação deverá apresentar essa mesma estrutura. Quem redige precisa apresentar todos os seus argumentos e ideias sucessivamente, avançando nos assuntos abordados.

Alguns textos não conseguem fazer isso e, após concluir um assunto e passar para outro, acabam por voltar no tema anterior, tornando a leitura bastante repetitiva e cansativa. Essa circularidade não é bem-vista pelas bancas!

Toda vez que apresentar um argumento, transmita todas as ideias acerca dele de maneira objetiva, deixando claro o momento em que aquela etapa for concluída antes de passar ao próximo tópico. Um retorno no assunto deve acontecer somente por conta de, por exemplo, uma referência — e mesmo assim da forma mais breve possível.

Deixar de revisar o conteúdo

Um dos principais erros em redação de concurso é, na verdade, uma negligência. Deixar de revisar seu texto causa o prejuízo de entregar um conteúdo que, certamente, contém equívocos que facilmente poderiam ter sido identificados em uma ou duas leituras.

Cometer erros durante a escrita é muito comum, especialmente quando há a pressa e a necessidade de contextualizar os pensamentos. Ausência ou excesso de vírgulas, erros ortográficos, problemas de concordância e uma série de outros detalhes podem custar pontos na sua avaliação.

Entenda que a revisão vai garantir que você entregue um conteúdo que represente o máximo de seu nível. Negligenciar isso pode ser frustrante, quando você se der conta que errou por falta de atenção e concentração, sabendo que uma leitura a mais no texto permitira identificar essas falhas.

Evitar esses erros em redação de concurso garante um texto mais próximo do que é considerado um bom conteúdo pelas bancas. Com muita atenção, dedicação e planejamento, é possível atingir resultados que poderão fazer a diferença na sua avaliação final.

Assim como a redação, a prova de português também exige muito estudos. Saiba como você pode se preparar adequadamente para essa disciplina que requer estudo e prática!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.