Como focar no segundo concurso? Estude a gramática da língua portuguesa!

Você estudou tudo direitinho e não passou no concurso? Calma, isso não é motivo para desanimar, muito menos desistir. Como sabemos, os concursos são muito concorridos, então, é difícil passar logo na primeira tentativa. Por isso, é hora de se reorganizar e montar uma nova rotina de estudos.

Se você não deu muita atenção ao estudo da gramática da língua portuguesa, é o momento de focar nessa disciplina. A prova de português, como um todo, tem um peso muito grande nos concursos. Cada um tem a sua particularidade, mas normalmente a prova de português possui um número maior de questões em relação às outras matérias.

Portanto, não deixe essa disciplina de lado! Além de estudar a língua portuguesa em geral, vale dar uma atenção especial à gramática, pois além de ser cobrada em questões específicas, ela ajudará na interpretação de texto e na redação. 

A seguir, explicaremos o porquê do português ser tão importante e daremos dicas de como estudar gramática e se organizar para a prova. Vamos lá?

Saiba a relevância da gramática da língua portuguesa

Além de geralmente ter mais questões, a língua portuguesa é muitas vezes usada como o primeiro critério de desempate nos concursos. O motivo disso é que todas as outras disciplinas utilizam a língua portuguesa na construção de conceitos. Ou seja, dominar a nossa língua é a base para todo o conhecimento.

É por isso que a gramática da língua portuguesa é tão importante. Ela é a estrutura da linguagem, e é apenas dominando perfeitamente as relações entre as palavras e orações que é possível desenvolver um raciocínio elaborado. Conhecer a gramática e saber como utilizá-la é um sinal de que você sabe trabalhar conceitualmente.

Vale lembrar ainda que os erros mais comuns entre os candidatos são gramaticais, além da interpretação de texto. Portanto, invista na gramática. Além de facilitar o uso da linguagem, pode ser exatamente aí que você consiga se desempatar da concorrência.

Estude a gramática por áreas

Para se abordar o estudo da gramática, é importante se dedicar de maneira organizada. Antes de tudo, leia com atenção o edital do concurso e veja as áreas são mais cobradas. Em seguida estabeleça um cronograma para estudar cada uma das áreas da gramática, privilegiando aquelas com maior peso. A seguir, veremos cada uma dessas áreas.

Ortografia

Ortografia é a área da gramática que indica como escrever corretamente as palavras. É sempre cobrada em concursos, seja em questões específicas ou durante a redação. Sim, se você escrever alguma palavra de modo errado, perderá pontos valiosos. A melhor forma de estudar a ortografia é manter um hábito regular de leitura.

Não se esqueça de conferir as mudanças do novo acordo ortográfico que entrou em vigor em 2016. Se você for desatento, pode cair em alguma pegadinha ou utilizar a grafia antiga durante a redação. Um exemplo clássico do novo acordo ortográfico é a palavra ideia, que perdeu o acento agudo por ser paroxítona com ditongo aberto.

Morfologia

A morfologia estuda as palavras ou os morfemas. Os morfemas são as menores partículas com significado dentro de uma palavra. São eles: os prefixos, os radicais e os sufixos.

As palavras são analisadas de modo isolado, sem serem relacionadas a orações ou períodos. Há diversas classes de palavras: as variáveis (substantivos, adjetivos, verbos, pronomes, numerais e artigos) e as invariáveis (advérbios, conjunções, interjeições e preposições).

Sintaxe

Essa é a área da gramática que estuda as regras da disposição das palavras nas frases e das frases no discurso. A análise sintática estuda uma oração ou a relação entre orações.

Conhecer profundamente a sintaxe auxilia a trabalhar as orações e palavras, construindo textos mais ricos e com mais possibilidades lógicas. Os termos da oração são: sujeito, predicado, complementos verbais, complemento nominal, agente da passiva, adjunto adnominal, adjunto adverbial, aposto e vocativo.

Semântica

A semântica é o estudo do significado das palavras. Como muitas palavras têm diversos significados dependendo do contexto em que são empregadas, é importante conhecer algumas particularidades estudadas pela semântica, como: sinônimos, antônimos, homônimos, conotação e denotação.

Procure boas gramáticas e dicionários

De nada vale investir tanto tempo e dedicação com um material mal organizado, de difícil compreensão e desatualizado. Em vez de ajudar, certamente vai dificultar o estudo e até ensinar conteúdos errados.

Por isso, invista também em boas gramáticas da língua portuguesa e dicionários. A seguir, apresentamos dois exemplares que você deve adquirir e não pode deixar de consultar continuamente.

Moderna gramática portuguesa, de Evanildo Bechara

Essa é uma das mais completas obras de referência da gramática da língua portuguesa. Membro da Academia Brasileira de Letras, Evanildo Bechara oferece uma explicação didática e acurada de nossa língua. A obra faz parte da bibliografia básica de diversos concursos públicos e é recomendada pelos professores mais atentos à prova de português. Por isso, consulte periodicamente.

Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa

Esse é o mais completo dicionário brasileiro. Além da grande quantidade de verbetes, o dicionário traz a etimologia da palavra, lista antônimos, sinônimos, homônimos, parônimos e exemplos de uso, seguindo a linha de grandes dicionários internacionais, como o francês Le Robert.

Organize a prova

Na hora da prova, a principal dica é manter a calma. Tenha paciência ao ler os textos e enunciados. Com planejamento, dá tempo de fazer tudo. Preparamos um modelo de organização que vai ajudar você na prova de português. Confira:

1. Leia o tema da redação

Esse é o primeiro passo para qualquer prova de português de concurso público, como também de vestibulares. Mas não escreva ainda tudo que vêm à mente. Pense no tema e organize as ideias enquanto resolve outras questões.

2. Faça as questões de gramática

As questões de gramática têm um teor mais prático e se relacionam com os conhecimentos já estudados previamente. Por não estarem juntas de textos complexos que exigem interpretação, é um bom momento para pensar na redação.

3. Escreva a redação

Com as ideias mais organizadas, é a hora de redigir a redação. Lembre-se de ter clareza naquilo que você vai escrever e estruturar sua redação em introdução, desenvolvimento e conclusão. Não importa tanto a sua opinião, o que mais vale é como você desenvolve os argumentos e demonstra o domínio na língua portuguesa.

4. Faça as questões de interpretação

Agora é possível ler os textos com mais calma para responder as questões. Mas não faça nessa ordem. Primeiro leia a questão para depois ler o texto. Fazendo isso, você lerá o texto de forma direcionada e ficará mais fácil identificar a resposta correta, poupando um tempo valioso.

Vimos que a língua portuguesa, especialmente a gramática, é fundamental para a aprovação nos concursos, então, é preciso estudá-la de forma focada e sistemática.

É importante se organizar durante a prova para utilizar o tempo da melhor maneira possível e otimizar seu rendimento. Agora que você sabe a importância da gramática da língua portuguesa, é hora de se concentrar nos estudos para gabaritar a prova de português. Boa sorte na prova!

Nosso texto foi útil? Então, ajude os seus amigos a estudar e compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.