Afinal, vale a pena sair do emprego para estudar para concurso?

Estudar para concurso público exige foco e dedicação. Entretanto, para os candidatos que trabalham, o cansaço e a falta de tempo podem ser verdadeiros empecilhos. Por esse motivo, muitos concurseiros avaliam a possibilidade de sair do emprego para estudar para concurso.

Planejamento é o primeiro passo para quem busca uma boa colocação, pois é nessa etapa que o candidato define o seu objetivo e a vaga que pretende alcançar. Participar de diversos concursos em áreas muito diferentes pode ser prejudicial e desorganizar os estudos, dificultando o foco.

Dessa forma, este artigo tem como objetivo explicar os pontos que devem ser considerados antes de sair do emprego para se dedicar apenas aos estudos. Boa leitura!

Avalie sua situação financeira

O primeiro ponto que deve ser considerado é a sua capacidade financeira para se manter sem trabalhar por um período não determinado. Afinal, não sabemos quanto tempo será necessário para a aprovação.

Conseguir sustentar-se nessa etapa não significa apenas pagar as contas. É preciso investir em cursos, apostilas, livros, inscrições e, porventura, viagens para realizar os exames em outras regiões — caso isso faça parte do seu planejamento.

Dessa forma, é importante se preparar financeiramente e reunir uma boa renda antes de sair do emprego para estudar para concurso. Cursos, materiais e transporte, por si só, já são gastos altos, por isso, uma boa opção é buscar uma instituição de ensino que ofereça cursos preparatórios online — que costumam ser mais econômicos.

Seja realista e avalie qual a possibilidade de arrumar outro emprego caso seja necessário. Pense nas suas qualificações, no seu cargo anterior, no seu nível de networking e nas condições atuais do mercado para analisar se será fácil conseguir uma recolocação.

Lembre-se de que algumas pessoas levam anos para conseguir uma aprovação. Preocupar-se diariamente com sua situação financeira pode gerar mais insegurança, estresse,  nervosismo e muita ansiedade.

Analise o grau de dificuldade do concurso

O nível de dificuldade do concurso público desejado também é um ponto importante a ser considerado. Algumas provas são mais complexas e concorridas, assim, exigem mais dedicação e tempo de estudo do que outras.

O nível de concorrência das provas vem aumentando a cada ano e alguns chegam a registrar mais de 2 mil candidatos por vaga. Portanto, é fundamental que o estudante tenha disciplina e empenho. Começar os estudos com antecedência — mesmo antes do edital estar disponível — é uma boa estratégia.

Pense no seu objetivo, ou seja, no cargo e órgão que pretende alcançar. Quem almeja um cargo de auditor, magistrado, consultor de casas legislativas, procurador, dentre outras carreiras, precisa se esforçar muito mais.

Porém, se esse não for o seu caso, talvez não seja necessário uma medida tão drástica, e há a possibilidade de conciliar trabalho e estudo.

Além disso, é essencial conhecer o estilo da banca, seu grau de exigência e a extensão e complexidade do conteúdo do edital. É fundamental considerar todos esses elementos antes da decisão final.

Busque o apoio da família

O apoio da família é imprescindível nesse momento. A falta de incentivo pode causar problemas emocionais e prejudicar a preparação de quem decide sair do emprego para estudar para concurso.

Por esse motivo, ao dedicar-se exclusivamente aos estudos, precisará explicar para as pessoas ao seu redor que, durante os próximos meses, estudar será o seu emprego. Deixe claro que o apoio de todos é muito importante para sua preparação e sucesso.

A decisão se torna mais fácil quando podemos contar com o apoio financeiro de pais, parentes, cônjuges ou companheiros. Tudo precisa ser muito bem conversado, pois muitas famílias não compreendem que a dedicação é o primeiro passo para uma carreira pública bem-sucedida em um futuro próximo.

Faça um teste nas férias

Se possível, tire um mês de férias e use esse tempo para testar como é ter uma rotina ininterrupta de estudos. Aproveite para analisar se as vantagens superam os aspectos desfavoráveis da decisão.

Escolha um ambiente calmo, silencioso, iluminado e arejado. Estude com prazer e concentração e aproveite o momento para testar alguns métodos de estudo e descobrir qual o mais adequado para você — por meio de mapas mentais, resumos ou por associação mnemônica, por exemplo.

Não deixe de dormir bem e desenvolver estratégias para manter o foco e aumentar sua produtividade, como colocar em prática a técnica Pomodoro ou a Getting Things Done (GTD).

Uma boa escolha é assistir às aulas gratuitas que professores e instituições de ensino oferecem — nossas transmissões acontecem sempre pelo YouTube e pelo Facebook. Resolva simulados e provas anteriores para obter mais domínio dos conteúdos exigidos.

Meça seu grau de motivação

Quem decide sair do emprego para estudar para concurso precisa encarar a nova fase como um emprego. É preciso definir horários para começar e acabar, planejar os assuntos, definir objetivos e cumprir metas diárias — tudo isso dando o melhor de si.

É necessário saber administrar as pressões externas vindas da família e dos amigos. Saiba gerir, inclusive, a pressão interna da autocobrança. Desse modo, é preciso estar motivado e confiante para conseguir estudar com qualidade.

Analise os motivos pelos quais vale a pena o sacrifício, sejam eles pessoais ou profissionais. Alguns concurseiros buscam estabilidade e valorização profissional; outros, qualidade de vida. O interessante é saber quanto você está disposto a se dedicar para alcançar seus objetivos.

Com o passar do tempo, a empolgação inicial pode diminuir e a ansiedade prejudicar seus estudos. Para evitar esse problema, mantenha sempre o foco, a determinação e o pensamento positivo. Tenha alguns pontos em mente, como:

  • acredite que é possível ser aprovado;
  • saiba que não existe caminho fácil para a aprovação, portanto, é preciso se dedicar;
  • não escute pessoas pessimistas;
  • não se desanime com as adversidades do dia a dia.

Ao sair do emprego para estudar para concurso, é preciso que você tenha comprometimento com a nova rotina. Essa decisão precisa ser tomada com segurança, pois é parte importante da estratégia para realizar o sonho da aprovação. Tenha certeza de que sua escolha encurtará seu caminho até o sucesso profissional.

Agora que você já está convicto da sua escolha, confira como elaborar um planejamento de estudo e fique mais próximo da vitória!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.